TRINXAT

É, sem dúvida alguma, um dos pratos estrela da cozinha dos Pirenéus. Em Andorra, bem como nas regiões catalãs de Alt Urgell e Cerdanya, goza de grande popularidade e ocupa um lugar de destaque nas ementas dos restaurantes de referência.

Herdeira da tradição gastronómica popular, esta receita é um bom exemplo da cozinha de aproveitamento e proximidade, sempre com produtos de qualidade. A base não muda muito (para não dizer «nada») entre as regiões em que este prato é tradicional. Quando muito, algum toque autóctone ou alguma interpretação do cozinheiro podem fazer com que este prato apresente alguma variação.

O trinxat é um exemplo paradigmático de como uma receita singela, tendo em conta os ingredientes, e simples, tendo em conta a elaboração, pode transformar-se numa referência gastronómica de qualidade. Além disso, como bom prato de inverno que é, proporciona calorias para ajudar a combater o frio.

Em Andorra, o trinxat está presente, por exemplo, nas ementas das bordes, antigas casas rurais típicas do país, muitas delas restauradas como restaurantes dedicados à gastronomia tradicional andorrana.

Apetece-lhe fazer um trinxat? Basta seguir os passos da receita que se segue.

RECEITA

Preparação: 

Coza a couve durante uns vinte minutos. Quando já estiver cozida, acrescente as batatas cortadas aos bocados.

Entretanto, salteie uns dentes de alho inteiros numa frigideira com azeite. Quando estiverem dourados, retire-os e, no mesmo azeite, frite umas fatias finas de toucinho até ficarem bem douradinhas. Escorra bem as verduras, ponha-as numa panela com o azeite da frigideira e, com uma escumadeira, esmague-as e misture-as bem.

Sirva a verdura numa travessa e acompanhe com o toucinho. Também é bom acompanhado com sardinhas salgadas.

O trinxat é muito bom reaquecido e a base também pode utilizar-se para fazer uma omelete com ovos.

Ingredientes para a preparação do trinxat: 

- Couve verde (se possível, algo queimada pelo frio)
- Batatas
- Alho
- Toucinho
- Azeite
- Sal

Bibliografía:

Livro: Cuina casolana d’Andorra
Autor: M.ª Dolors Ribes Roigé
Edição: 1991