SALADA DE CHICÓRIA

A chicória tem muitos nomes dependendo das regiões. Por exemplo, chicória-brava, chicória-silvestre, chicória-louca, chicória-crespa, chicória-amarga, chicória-do-café, salada-de-toupeira, radite-bravo, dente-de-leão, endívia, escarola, almeirão, almirante, coentro-brasileiro, e a lista de nomes continua! Originária das zonas temperadas da Eurásia, tornou-se uma espécie comum em toda a Europa e muito apreciada a nível culinário. É resistente, dando-se em margens de caminhos e florestas e também em prados, ermos e campos.

Em Andorra e nos territórios vizinhos do Pireneu catalão é utilizada basicamente para a confeção de saladas. Em Andorra, é o prato típico da freguesia de Canillo, se bem que a encontrará em restaurantes e bordes (casas tradicionais, muitas delas convertidas em restaurantes) de toda a nossa geografia.

Chegada a primavera, a neve começa a derreter e aparecem as primeiras plantas: é o momento perfeito para apanhar chicórias. Na verdade, a planta inteira é comestível, se bem que em Andorra não exista esse costume. As raízes são amargas e podem ser consumidas cruas ou cozidas, como aperitivo ou acompanhamento. Nos países eslavos, os botões também se comem e são utilizados em conservas com vinagre; no caso da Sicília, com sal. E na Occitânia, consomem-se em omeletes depois de fritos em azeite. Quanto às flores (margaridas amarelas que em Andorra chamamos de «pixallits»), são a base de diferentes licores em várias zonas agrícolas europeias.

Tratando-se de uma erva, além de comestível, a chicória tem propriedades terapêuticas, como não podia deixar de ser, e foi utilizada desde tempos muito antigos como planta medicinal, âmbito em que é mais conhecida como «dente-de-leão». Com baixo teor de gordura, proteína e calorias, contém vitaminas, como a provitamina A e as vitaminas B1, B2, C e E, além de sais minerais como o cálcio, sódio, potássio, fósforo, magnésio e ferro, entre outros.

A título de curiosidade, saiba que a salada de chicória, ao ser um prato tradicional da nossa gastronomia, tem o seu próprio selo! Em maio de 2019, o serviço de emissões dos Correios de Espanha lançou uma nova série, chamada «Menges d’Andorra», com dois selos, um dos quais dedicado à salada de chicória, com um valor facial de 1,40 €. O outro está dedicado à escudella (sopa de um cozido tradicional) e vale 1,50 €. 

RECEITA

Preparação para 4 pessoas:

Para começar, limpe as chicórias e deixe-as em água corrente; quanto mais tempo, melhor.

Depois de limpas, escorra-as bem e tempere-as com bastante azeite, um fio de vinagre, sal e pimenta.

Corte os alhos tenros e acrescente-os à salada.

Para finalizar, frite o toucinho num pouco de azeite e, quando estiver pronto, corte-o em pedacinhos e coloque-o por cima da chicória Tão fácil quanto isso!

A preparação deste prato demora cerca de 30 minutos e é de baixa dificuldade. Um prato ideal para a primavera.

Ingredientes para preparar a salada de chicória:

-400 g de chicória
-150 g de toucinho
-3 alhos tenros
-Azeite
-Pimenta-preta a gosto
-Sal a gosto
-Vinagre a gosto

Bibliografia:

Livro: La nostra cuina. Menges d’aquí
Autor: Maria Dolors Ribes Roigé / Josep M.ª Troguet Ribes
2.ª Edição: abril de 2007