A nossa história de amor com a taça do mundo

A NOSSA HISTÓRIA DE AMOR COM A TAÇA DO MUNDO

Embora as finais da Taça do Mundo de Esqui Alpino 2019 sejam o maior evento desportivo organizado em Andorra, a nossa relação com esta competição da FIS não é de agora, remonta há já alguns anos. A estação de Grandvalira, com pistas homologadas pela FIS desde 2007 e 2013, já acolheu provas internacionais em várias ocasiões, tanto da categoria masculina como feminina. Esta é uma breve retrospetiva da história do esqui alpino no nosso país. Vivemo-lo de forma intensa!

Esqui alpino, desporto nacional em Andorra

De acordo com a declaração oficial de 1965, o esqui alpino é de "interesse nacional" em Andorra. E não só a nível de praticantes, como demostram os cerca de 30 esquiadores olímpicos da nossa história, que participaram em 10 Jogos Olímpicos nas últimas décadas. Este desporto também pode ser considerado de "interesse nacional" em termos de organização, dado que Grandvalira é a maior área esquiável dos Pirenéus e a nossa vocação para acolher grandes eventos permitiu-nos organizar grandes competições internacionais.

Por exemplo, várias provas da Taça da Europa na categoria masculina (2009 e 2013) e feminina (2008, 2010 e 2011), assim como as finais desta competição em 2014, 2015 e 2018. Primeiro, foi na pista Avet e, desde 2014, em Avet e Àliga.

A Taça do Mundo de Esqui, em 2012 e 2016

A primeira vez que se disputou uma prova da Taça do Mundo de Esqui Alpino da FIS em solo andorrano foi em 2012. Foram as provas de slalom e slalom gigante, que coroaram Tessa Worley e Marlies Schild, respetivamente. As esquiadoras foram também as protagonistas da prova andorrana da Alpine Skiing World Cup 2016, a segunda e última até à data. Nesse ano, a prova combinada foi para Marie-Michèle Gagnon e o supergigante para Federica Brignone.

Precisamente três destas quatro vencedoras estarão também presentes nas finais da Taça do Mundo de Andorra 2019: a francesa Tessa Worley, a canadiana Marie-Michèle Gagnon e a italiana Federica Brignone, esta última em lugar de destaque na sua especialidade (slalom gigante) e na classificação geral.

Quais serão os campeões da Taça do Mundo de Esqui Alpino em 2019? Se adquirir o seu bilhete, pode presenciá-lo em direto. Mas o certo é que tanto Soldeu como El Tarter são nomes que se farão ouvir a partir de agora no circuito das grandes provas mundiais deste desporto. Grandvalira organizará outras provas no futuro!

Localização e contacto

Ampliar