UM POUCO DE HISTÓRIA...

Com mais de mil anos de história, Andorra tem muito para lhe contar: Como foi fundado o país, quem eram os seus soberanos ou habitantes. Mostramos-lhe os principais traços da nossa história… 

OLHANDO PARA O PASSADO...

OLHANDO PARA O PASSADO...

Reza a lenda que Carlos Magno fundou Andorra em 805 em reconhecimento pela ajuda prestada pelos seus habitantes na sua luta contra os sarracenos.

Mas o primeiro documento que menciona o país é a ata da consagração da catedral de Santa María de Urgell de 839, que nomeia as freguesias de Andorra como feudo dos condes de Urgell.

Passados anos de intensas lutas entre os condes vizinhos e a Igreja para conseguir a soberania sobre Andorra, a assinatura de dois tratados denominados Pareatges põe um ponto final às hostilidades. Foram assinados em 1278 e 1288 pelo Arcebispo de Urgell, Pere d'Urg, e o conde de Foix, Roger Bernat III. Assim, os Pareatges estabelecem a soberania partilhada dos dois senhores sobre o território, e deste modo, nasce o Principado de Andorra.

Com o passar da história, a figura de Copríncipe de Andorra passa do condado de Foix para a coroa de França, e com a república a cargo do Presidente da nação. Enquanto pelo lado episcopal, permanece ao longo dos séculos na figura do Arcebispo de Urgell.

O PRESENTE DE ANDORRA

O PRESENTE DE ANDORRA

A primeira forma parlamentar foi criada em 1419 como o Consell de la Terra, conselho encarregado de resolver os problemas da comunidade de Andorra. Hoje chamado El Consell General, parlamento e órgão legislativo de Andorra que conta com uma só câmara, composta por 28 membros, de representação mista e paritária da população nacional e das 7 freguesias. O Principado celebra eleições nacionais todos os 4 anos.

Em 1981, com a criação do Consell Executiu ou Governo, começam as mais recentes e decisivas reformas para o Principado de Andorra até à entrada em vigor da Constituição de 1993. O Governo dirige a política nacional e internacional de Andorra, assim como a administração do Estado e exerce o poder regulamentar. É formado pelo chefe de Governo (Cap de Govern) e pelos ministros.

Atualmente, Andorra é um estado de direito democrático e social que aprovou a sua Constituição a 14 de março de 1993 por referendo, ano em que também entrou para a ONU.

Continua a ser um coprincipado parlamentar e um dos poucos países do mundo com dois chefes de estado. Na verdade, a Constituição afirma que os Copríncipes de Andorra são, a título pessoal e exclusivo, o Arcebispo de Urgell e o Presidente da República Francesa. Entre as suas funções estão as de convocar eleições gerais, acreditar os representantes diplomáticos, e sancionar e promulgar leis.

AS FREGUESIAS E OS "COMUNS"

AS FREGUESIAS E OS COMUNS

O território de Andorra está estruturado em sete divisões administrativas, conhecidas como freguesias, que têm poder político e administrativo. À frente de cada freguesia, está um cônsul e um  subcônsul, além dos cargos administrativos correspondentes. O edifício administrativo recebe o nome de "Comú".