Cruz dos 7 braços

Cruz dos 7 braços

Prats ( Canillo )

Prats ( Canillo )


No caminho velho que vai de Canillo a Meritxell, encontra-se erigida sobre uma inclinação do terreno a Cruz dos Sete Braços. 

É um cruzeiro muito antigo e ilustra uma trágica lenda... Conta a lenda que na vila de Prats vivia um rapaz um pouco medroso que tremia só de pensar que o diabo o podia encontrar alguma vez. Os jovens da localidade tiveram um dia a infeliz ideia de o enviar a Canillo para ir buscar vinho. Em troca, convidaram-no para uma merenda. Como o rapaz teimava em recusar o convite, e para que perdesse o medo, deram-lhe uma espingarda e assim o enviaram a Canillo.

Quando chegou a Canillo já começava a anoitecer. O rapaz foi buscar o vinho e, como nesse momento havia muita gente na loja, deixou a espingarda e a vasilha e decidiu dar uma volta pela vila. Quando o estalajadeiro terminou finalmente de atender todos os clientes, encheu a vasilha do rapaz de vinho e, curioso, olhou para a arma e viu que estava mal carregada. Pensando que se tratava de uma distração, carregou bem a arma, não se desse o caso de - pensou - o dono da espingarda precisar de se defender de algum animal e a arma não lhe responder.

O rapaz recolheu a vasilha e a espingarda e tomou o caminho de regresso a Prats. Entretanto os seus amigos tinham-lhe preparado uma surpresa... De repente apareceu um vulto branco que gesticulava no meio do caminho. O rapaz não pensou duas vezes: disparou a espingarda e apressou-se a correr para casa gritando que tinha morto o diabo. Ao chegar a Prats, os outros rapazes fizeram troça dele e desafiaram-no a regressar ao local onde lhe tinha aparecido o diabo para verem o diabo morto. Quando lá chegaram descobriram que o seu amigo tinha desaparecido e que o diabo o tinha levado. A maldade destes rapazes tinha sido castigada.